A ‘Mum Who Loves to Sew’

Com o nascimento de cada um dos meus filhos descobri um novo hobby. Quando o Gonçalo nasceu tornei-me uma perita em bordados de ponto-cruz, com o António redescobri a costura. Sempre vivi rodeada de linhas e de agulhas porque a minha mãe trabalhou como modista, mas nunca me apeteceu ser eu a fazer.

Tudo se inicia em Março de 2012 quando começo por fazer uns pequenos saquinhos de decoração inicialmente pensados para guardar todos os pequenos objectos nos quartos dos bebés. Com algum receio de investir no mundo das crianças, uma vez que a natalidade em Portugal cai a cada dia, fiz os objectos com tecidos Portugueses que tanto pudessem ser usados nos quartos dos mais novos como em qualquer local da casa ou nos escritórios. Munida de toda a vontade e alguma ousadia resolvo participar num mercado de rua no Porto. Um rotundo falhanço! Não só não vendi nada como penso que ninguém terá olhado para a minha banca.

A minha vontade era desistir da ideia mas o meu marido e o meu filho mais velho insistiram que nunca se deve parar. Acreditei mas mudei de tema, a propósito de encontrar um babete adequado ao baptismo do António eu e a minha mãe fizemos aquele que seria o primeiro de uma longa série e descobri também um mundo novo que até aí me passava ao lado. Ainda a propósito desta celebração familiar iniciei a busca por um fatinho para menino que não fosse uma mini-versão de um suspiro. Assim, encontrei blogs e bloggers que se dedicam a divulgar marcas que não estão nem nos grandes espaços comerciais e que têm ideias e propostas fantásticas.

Nasce quase ao mesmo tempo outro hobby: pintrest, blogs de lifestyle de crianças, montanhas de páginas de Facebook … Como sou e sempre fui uma workahoolic, embora tenha trocado o marketing pelo design e pela costura, este ritual tornou-se num hábito diário. Assim, com a cabeça a fervilhar de ideias, decidi atacar a máquina de costura e tentar a minha sorte neste mercado.

Em Outubro de 2012 participo de novo no mesmo evento e desta vez, êxito! As minhas babetes fizeram furor! Quando olho agora para as fotos dessa participação não me envergonho, muito pelo contrário, mas rio-me com a meia dúzia de babetes que apresentei enquanto agora tenho sempre cerca de 150 babetes em stock e … Todas diferentes!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *